sábado, dezembro 17, 2011

Encefalite herpética

Antes de explicarmos o que é isso, vamos explicar o que é encefalite. Encéfalo é o nome que se dá ao conjunto cérebro + cerebelo + tronco cerebral. Observe abaixo o encéfalo:


 http://www.iesabastos.org/archivos/daniel_tomas/1bachillerato/nervioso/encefalo.jpg


Lá vai outra imagem, desta vez uma imagem real de um encéfalo de verdade:


http://www.akisrx.com/articoli/encefalo/encefa2.jpg
Seu encéfalo é assim mesmo.


Muito bem, o sufixo ite em medicina significa inflamação ou infecção. Logo, encefalite é um quadro de inflamação/infecção do encéfalo. Suas causas são as mais variadas, desde infecções virais e bacterianas até doenças auto-imunes (causadas pelo sistema imunológico da própria pessoa) e doenças inflamatórias relacionadas a várias formas de câncer, comi a encefalite límbica. Mas essa é outra história. E encefalite é diferente de meningite, que é a infecção das meninges, as camadas de cobertura do cérebro, e que podem levar a encefalite se a inflamação chegar na estrutura do cérebro.


Mas o que é a encefalite herpética? É justamente a infecção cerebral pelo vírus do herpes, geralmente o vírus do herpes simples tipo 1, o mesmo que causa aquelas bolhinhas chatas na boca. Mas não se desespere, essa doença é rara, e não há necessidade de ter herpes labial para se ter a encefalite. Muitos pacientes nunca apresentaram as lesões de lábio, e apresentam a doença cerebral. Isso por que o vírus do herpes simples tipo 1 é altamente prevalente no mundo. A incidência anual, ou seja, o número de casos novos por ano de encefalite herpética, nos Estados Unidos é de 2 em cada 1 milhão de pessoas por ano. Viu como é rara?


A doença pode ocorrer em qualquer pessoas, mas as mais afetadas são as de meia-idade (acima de 50 anos de idade). Há casos descritos em crianças.


A encefalite pode levar a confusão, febre e crises convulsivas numa pessoa antes normal. Na verdade, isso caracteriza uma encefalite, ou seja, crises convulsivas e confusão mental. Geralmente a instalação da doença é em questão de dias. Se isso ocorrer com alguém de sua família, você deve ir imediatemente a um médico, de preferência um pronto-socorro. A doença, apesar de rara, é grave, e deve ser tratada com antivirais pela veia, com o paciente internado.


O diagnóstico é feito pela história e exame do paciente, tomografia e/ou ressonância magnética, líquor da espinha e eletroencefalograma, sendo que é a união dos achados de cada exame que dão o diagnóstico. Como quase qualquer vírus pode dar encefalite, e aqui no Brasil o herpes é o mais comum, o diagnóstico de qual vírus causou o problema deve ser feito com uma técnica chamada de PCR (Polymerase Chain Reaction) pelo líquor da espinha, onde tenta-se achar partículas que identifiquem o vírus no líquor.


Outros vírus, como Epstein-Barr (o que produz a mononucleose infecciosa), caxumba, sarampo, rubéola, citomegalovírus, podem dar encefalite também, mas são ainda mais raros.


E aqui vai uma foto do herpes vírus tipo 1:


https://encrypted-tbn3.google.com/images?q=tbn:ANd9GcS0__cJDlYvNE_OgrnqyoADNTiVK1MxffKgoZXB99z9cnYjG35xcg


Uma imagem de ressonância magnética de uma encefalite herpética:


 http://img.medscape.com/pi/emed/ckb/neurology/1134815-1164631-1165183-2005979.png 
Essa é uma imagem de ressonância, como dito acima. As estruturas arrendondadas lá em cima na imagem são os olhos. Observe o lado esquerdo da figura, que corresponde ao lado direito do paciente. Olhe que logo abaixo do olho, há uma imagem esbranquiçada que se estende da parte do cérebro logo atrás do olho, o polo temporal, até mais ou menos o meio do cérebro. Nessa sequência chamada de FLAIR (FLuid-Attenuated Inversion Recovery), que vê tudo o que for inflamação e aumento de água como branco, essa imagem esbranquiçada é a encefalite, ou seja, a inflamação cerebral, causada pelo herpes vírus.


E a encefalite tem cura? Se tratada corretamente, sim, na maior parte das vezes, podendo ocasionalmente ocorrer sequelas, como crises convulsivas (epilepsia), perda de memória, alterações de comportamente ou quadros psiquiátricos. Mas esta informação eu deixo para um médico experiente, em consulta, detalhar melhor.

15 comentários:

  1. Ola dr ! Gostaria de saber se é possivel uma pessoa adquirir o virus herpes zoster de dormir na cama de outra q ja manifestou o herpes zoster e labial mas que a meses nao manisfesta. Por que minha tia dormiu na cama da minha mae que tem os herpes e ela estava meio debilitada em seguida foi diagnosticada com meningite herpetica que virou encefalite. Ela pode ter pego ovirus por dormir na mesma cama isso nao sai dA minha cabeca? Obrigado,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite. Caro Leo, esta pergunta deve ser feita a um infectologista, o especialista em doenças infecciosas, e que terá mais propriedade para responder esta pergunta para você e sanar sua dúvida.

      Excluir
  2. Ola meu nome é Fabiana ,minha irma Eliane de 35 anos foi diagnosticada com encefalite viral mais não se sabe se é herpética ou por outro vírus foi feito vários exames de sangue ,urina ,3 tomografias 1 ressonância magnética e 3 punçoes do liquor da medula espinhal,para o vírus da herpes foi dado como negativo ,assim como meningite e tuberculose e para fungos ,mais mesmo assim os médicos não descarta a possibilidade de ser encefalite herpética .
    Bom a Eliane teve uma infecção urinaria no dia 12/02/2014 no qual foi ao médico que receitou um remédio para a infecção e também um remédio para stress ,ela reclamava de dores de cabeça mais não fortes a uma duas semanas antes ,quando foi no dia 15/02 ela estava bem não sentia mais dores pela a infecção urinaria, mas no mesmo dia a noite começou a urinar na roupa sem controle ,no dia seguinte 16/02 as 10 hs teve uma convulsão no qual foi chamado uma ambulância e teve mais 2 com os paramédicos.Foi internada para observação em uma UPA mais 12 hs depois foi transferida a um hospital para maiores exames, o 1° foi uma tomografia no qual foi constatado a encefalite e outros exames vieram a seguir para verificar se era pelo o vírus da herpes ,no dia seguinte dia 17/02 começou o tratamento com aciclovir ,ela ficou internada 1 dia no Poli sistema de tratamento contra trauma e 2 dias no CTI por observação ,no dia 20/02 foi passada a enfermaria ,não precisou ser entubada nenhum dia ,respirava sozinha assim como até hoje como se encontra internada ,fala normalmente ,voltou a andar e movimenta o corpo todo come sozinha , mais apresenta confusão mental falando varias coisas sem nexo como também inventa historias de fatos que não aconteceram , não reconhece alguns objetos por exemplo chave,sua febre diminuiu com o tempo quando foi internada tinha febre 24 hs de 39 graus a 40 graus hoje ela tem 1 febre no dia de 38,5 mais fica digamos 19 hs em estado febril 37 graus variando a 38 graus .Reconhece algumas pessoas e até lembra nomes outras só a fisionomia .O tratamento com o aciclovir está previsto para 28 dias .Gostaria de saber se á possibilidade de sequelas ,ainda utiliza frauda pois não tem controle no momento .E se foi descoberto a tempo para o tratamento .Gostaria de saber onde localizo um neuro especialista em encefalite em Belo Horizonte MG caso o senhor saiba .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Fabrício. Não posso afirmare se há possibilidade de sequelas sem ver sua irmã. Em Belo Horizonte, conheço alguns médicos. Mande-me um email para sekeff@hotmail.com, e darei os nomes dos colegas.

      Excluir
    2. Boa Noite Dr. Tive mininge cefalite à 26 anos. Até hoje tomo medicamentos para controlar as convulsões. Gostaria de mandar para vocês meus exames, porque sempre o médico diz que está tudo ok e para continuar a tomar o remédio. Hoje tenho 32 anos e moro em Cuiabá - MT - Brasil

      É possível, eu tirar essa dúvida?

      Grata,

      Nádia Rosa

      Excluir
    3. Bom dia, Nádia. Bem, você pode me mandar seus exames, mas para fazer um diagnóstico e sugerir alguma conduta médica, necessito vê-la em consulta.

      Excluir
    4. Meu e-mail é sekeff@hotmail.com.

      Excluir
  3. ola, depois das manifestacoes da dç... a virus da herpes continua no organismo certo, mas pode haver novas crises ao logo da vida > e sim como seria a prevençao>

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite. A chance de recidiva da encefalite herpética é de cerca de 15%. Não há meios de prevenção, infelizmente. Mas pacientes com baixa imunidade talvez tenham maior risco de recidiva.

      Excluir
  4. Boa noite... Meu marido está com encefalite herpetica, descobriu logo no inicio,assim que apareceram as herpes na barriga... Está falando bem, comendo bem,porém internado e proibido de receber visitas... É isso mesmo dr?? Ele corre riscos de ficar com sequelas?? Obrigada FLavia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite. Cara Flávia, a proibição de visitas pode ter sido um cuidado a mais por parte da equipe médica para evitar riscos à saúde do seu marido. Mas o motivo exato disso tem de ser perguntado à equipe do hospital onde ele está sendo atendido. Já com relação a sequelas, eu teria de vê-lo para afirmar ou negar essa possibilidade.

      Excluir
  5. ola, meu noivo está com encefalite herpética, gostaria de saber se pode deixar sequelas, e depois de infectado até quanto tempo pode ficar no corpo para manifestar a encefalite, pq faz dias que tenho notado ele muito nervoso.
    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite. A encefalite pode ocorrer mesmo se o paciente nunca tiver apresentado herpes labial ou genital. Não sabemos o momento exato do início da encefalite a partir de uma infecção pelo vírus. Já com relação a sequelas, há riscos em qualquer paciente com essa doença, mas eu teria de ver seu noivo para medir isso mais precisamente.

      Excluir
  6. Boa noite! Eu tive encefalite por herpes em agosto de 2013. Comecei com dores no corpo, febre, náuseas, vômitos, parestesia do lado direito do corpo, fotofobia, visão esquerda tremula, sem foco e muita irritação. Não cheguei a ter convulsões e nem entrei em coma. Fiz muitos exames, liquor, sangue, ressononancia, tomo, etc...fiquei 15 dias internada com uso de aciclovir, soro, gabapentina, quetiapina e rivotril. Dizem que tive muita sorte! Hj tenho seqüelas da doença: A fotofobia dormência na perna, dor de cabeça diária e muita irritação. Durante a internação tive alteração grave de humor mudança de personalidade, me tornei agressiva, fiquei num quarto com vigilancia 24 horas. Hj tento me adaptar as rotinas diárias, mas dormir com coceira na perna e sair no sol sao coisas difíceis mas acho que dos males, eu tive os menores. Hj não faço mais uso de medicamentos, mas o sr acha que e possível que estas seqüelas sumam? Obrigada. Há, tenho 31 anos, e quando tive encefalite tinha um bebe de 4 meses e meio. Nunca tive herpes e nenhuma doença antes disto. Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite. Há chance de melhora das sequelas, sim, mas não teria como medir essas chances.

      Excluir

Coloque suas perguntas aqui. Mas lembre-se, consultas somente no consultório. Perguntas relativas a sugestões de diagnóstico e tratamento não serão respondidas. Espero que entendam. Obrigado.