domingo, dezembro 25, 2011

O que são os ventrículos cerebrais

O cérebro é composto não somente por células de suporte (células da glia) e neurônios, mas por espaços preenchidos por um líquido chamado de líquor ou líquido céfalo-raquidiano (LCR). Este líquido corre por fora, entre as camadas que encobrem o cérebro, o tronco cerebral, o cerebelo e a medula espinhal (as meninges), mas ele é produzido dentro do próprio cérebro, em cavidades chamadas de ventrículos.

Temos ao todo quatro ventrículos, ou seja, dois ventrículos laterais, que são os maiores e mais altos no cérebro, o terceiro ventrículo, que é o intermediário em posição e menor em tamanho, e o quarto ventrículo, localizado na parte mais baixa do encéfalo, no tronco cerebral. Veja abaixo os ventrículos:

http://static.hsw.com.br/gif/brain-ventricles.gif

Os ventrículos, como pode-se ver, são interligados, e o líquido produzido neles sai, principalmente, por aberturas localizadas no quarto ventrículo, chamadas de forames de Luschka e forame de Magendie (forames são aberturas, vias de saída, em estruturas moles como o cérebro, ou duras com os ossos). Dos ventrículos, o líquido flui em pulsos e banha todo o encéfalo (conjunto do cérebro, cerebelo e tronco cerebral) e a medula, e é absorvido na base do cérebro, por pequenas estruturas que se inserem nas veias cerebrais, chamadas de granulações aracnóideas.

Os ventrículos são revestidos por uma membrana cheia de vasos, chamada de epêndima ou membrana ependimária. Esta membrana tem vasos em seu interior, e o líquor é produzido através da passagem de sangue pelo epêndima. O epêndima aparece na figura acima como uma linha vermelha revestindo a parte interna dos ventrículos.

À incapacidade de absorver este líquido produzido, ou ao bloqueio de seu fluxo, ou ainda ao excesso de produção deste líquido, levando ao aumento dos ventrículos e deformação do cérebro ao redor, chama-se hidrocefalia, e será o tema do próximo tópico deste blog.

4 comentários:

  1. Bom dia Doutor, li por aqui as questões e na posso deixar de partilhar as minhas duvidas consigo, a minha gravidez estava a acorrer bem ate que Às 26 semanas fiz uma ecografia e o meu medico enviou-me para um colega dele p fazer uma neurosono, passado dois dias l fui eu e o resultado não foi dos melhores. ventrículo esquerdo com 10.5 e o direito com 4mm, os médicos não me alarmaram para nada apenas me mandaram voltar a fazer exame amanha dia 6. apesar de tudo sinto-me muito confusa e desesperada. já li e reli informação sobre a ventriculomegalia e só penso no que pode acontecer de por. Por favor, gostaria de ouvir a sua opinião. Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite. Cara Ana Filipa, não conseguiria explicar muito sem tê-la em consulta. Sei que moras fora do Brasil, pelo seu linguajar. Mas ventriculomegalia, especialmente assimétrica, pode falar a favor de alguma obstrução em alguma via de saída do ventrículo, ou ser somente uma variação da normalidade. A melhor saída é discutir isso com um neuropediatra especializado em medicina fetal.

      Excluir
  2. Boa noite Dr. Minha irmã de 18 anos, está em sua primeira gestação, e com 27 semanas, no estudo morfológico ecográfico foi evidenciado leve dilatação dos ventrículos laterais, e leve aumento de volume do liquido amniótico. O que o senhor tem a min falar? devo me preocupar? o que devo fazer? Atenciosamente Carol.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia. O que tenho a sugerir é que sua irmã procure um médico especialista em medicina fetal, ou seja, um médico especializado na saúde da criança ainda intra-útero. Somente uma avaliação dele pode sugerir algum diagnóstico.

      Excluir

Coloque suas perguntas aqui. Mas lembre-se, consultas somente no consultório. Perguntas relativas a sugestões de diagnóstico e tratamento não serão respondidas. Espero que entendam. Obrigado.