terça-feira, maio 02, 2017

Doença de Parkinson é doença de pessoas idosas?

Já falamos várias vezes de doença de Parkinson neste blog, e na minha página no Facebook (Dr Flávio Sekeff Sallem, médico neurologista). E quero voltar a falar sobre ela aqui novamente, com um tema interessante, e que diz respeito a todos nós. Será que a doença de Parkinson só atinge idosos?

De acordo com este site, (em inglês) a doença de Parkinson no jovem (em pessoas entre 21 e 45 anos de idade) acomete cerca de 5 a 10% de todos os pacientes com doença de Parkinson. Pacientes  com síndrome parkinsoniana abaixo de 21 anos de idade não terão doença de Parkinson na sua maioria, mas doenças genéticas ou doenças outras que se parecem com a doença de Parkinson.

Muitos dos pacientes com doença de Parkinson no jovem terão doenças genéticas (mutações em genes que causam doenças semelhantes à doença de Parkinson, até na resposta à melhor medicação, a levodopa). Também, estes pacientes terão mais efeitos colaterais motores pela levodopa (as famosas flutuações motoras) e terão menos quedas ou episódios de congelamento após o avançar da doença.

A doença ocorre em qualquer sexo, em qualquer classe social. O diagnóstico é exatamente da mesma forma que o diagnóstico da doença de Pakrinson em pacientes idosos, e o tratamento depende da experiência do médico e da resposta do paciente às várias medicações.

Há pacientes com síndrome parkinsoniana (o conjunto de lentidão, ou bradicinesia, mais tremor de repouso e/ou rigidez articular) entre 21 e 45 anos de idade que não terão doença de Parkinson, mas outra doença parecida, mas os sintomas serão diferentes, a evolução também, e a resposta à levodopa escassa, temporária, ou ausente.

A evolução da doença de Parkinson no jovem é mais lenta, mas pode ser agressiva, dependendo do paciente. Esses pacientes podem ter mais sintomas não motores, como depressão apatia, ansiedade, psicose, e problemas de concentração.

Um comentário:

  1. interessante dr. Flavio. Imaginamos que esta doença afeta somente idosos, mas pelo blog vejo que jovens também podem ser acometidos por doença de parkinson, mesmo que em pequena porcentagem!

    ResponderExcluir

Comente na minha página do Facebook - Dr Flávio Sekeff Sallem,
Médico Neurologista