sexta-feira, abril 22, 2011

Paralisia facial

Quem já teve paralisia facial? É incômodo, não é mesmo? Mas na maior parte dos casos, é benigna.

Muito bem, nosso rosto é composto de várias estruturas, e uma delas é um nervo chamado de nervo facial. Nervos são estruturas que saem do sistema nervoso e como ligações elétricas mantém os músculos, a pele, a sensibilidade, as glândulas funcionando.

Vamos ver uma figura do nervo facial:

http://www.sistemanervoso.com/images/anatomia/ncm_39.jpg

E não se assustem com a figura. Bem, os fios amarelos andando pelo rosto são o nervo facial. São muitos, mas muitos músculos mesmo que este nervo inerva. E ele passa por dentro de um canal muito, mas muito estreito e todo feito de osso antes de desembocar no rosto logo abaixo de sua orelha.

Sabe-se que toda vez que uma estrutura, um órgão, etc..., no corpo é lesado ou traumatizado, ele inflama, e inflamação quer dizer inchaço. Sua pele incha e inflama quando você se fere ou quebra algum osso, não é mesmo? Pois é, o nervo facial, se lesado, também incha. E ele passa, como dissemos, por um canal estreito e duro, rígido. Pois bem, imagine o nervo aumentado por uma lesão ou uma inflamação. Ele não tem para onde correr, por que ele não pode sair do canal onde ele fica. Logo, uma inflamação no nervo facial acaba por lesar o nervo ainda mais.

Observe por onde o nervo facial passa. Ele passa junto com o tímpano no ouvido, lá dentro dele.

http://www.anatomyatlases.org/atlasofanatomy/plate30/images/30-4_static.jpg

Bem, figura complicada esta não, mas vamos explicá-la. Esse osso grosso, cheio de buracos no lado direito da figura é a mastoide, o osso logo atrás de sua orelha. Está sentindo uma protuberância atrás de sua orelha bem rígida? Pois é, é esse osso aí. Esse nervo (O frio grosso em amarelo logo à direita, o mais grosso de todos) é o nervo facial. E ele não está solto assim, só está assim para você ver. Na verdade, ele está todo encoberto por osso. Mas por que diabos eu estou falando tudo isso para você? Agora vamos entender tudo.

A paralisia facial é provavelmente causada por um vírus, talvez (e eu disse, talvez), o mesmo víris que dá aquelas lesões nos lábios, o herpes tipo 1. Quando o vírus acomete o nervo, ele o leva à inflamação. Inflamado, e preso no seu canal, o nervo para de funcionar direito, e ocorre o que você percebe no seu rosto. Paralisia de todo um lado do rosto, que pode ser maior em cima ou embaixo, dificuldade de fechar um dos olhos, de fazer careta com um dos lados do rosto, de assobiar, de assoprar, de mastigar, às vezes com comida ou saliva saindo do canto paralisado da boca. Entendeu o porquê de toda essa ladainha anatômica?

Bem, e se você tiver isso, o que você deve fazer? Em primeiro lugar, a paralisia facial (chamada de paralisia de Bell quando sem causa conhecida, como os casos supostamente causados por vírus) é comum, e pode ocorrer várias vezes em uma mesma pessoa, mudando de lado, mas geralmente ocorre uma só vez. Em segundo lugar, você pode sentir uma dor ou dormência atrás da orelha do mesmo lado afetado antes de perceber a paralisia. Em terceiro lugar, há outras doenças que podem se manifestar como paralisia facial, como derrames, especialmente se você obervar paralisia do lado contrário do corpo (o rosto todo paralisou à direita, a fala está empastada, e o lado esquerdo do corpo está fraco também).

A primeira coisa a fazer é manter a calma, e ir imediatamente a um médico. Não espere passar, pois isso pode atrasar o tratamento. Sabendo-se que o nervo facial está preso em um túnel estreito e rígido (olha a importância de saber anatomia de novo, aí) e que ele está inflamado, quanto mais rápido a inflamar acabar melhor, não é mesmo? Logo, atrasar a ida a um médico só piora a situação. Depois de o examinar, o médico vai tirar suas conclusões. Se for paralisia facial de Bell mesmo (ou seja, se não for alguma outra doença), o tratamento vai envolver anti-inflamatórios que só o médico vai saber prescrever (não adianta ir a farmácias e comprar um, você vai estar gastando dinheiro em vão) e proteção do olçho acometido.

Proteção do olho??? O que o olho tem a ver com isso? Ora, na paralisia facial, você não consegue fechar o olho direito, e ele fica exposto a agressores do ambiente, podendo levar a inflamações, infecções ou mesmo lesões mais sérias do olho. Logo, uma proteção ocular com colírios e proteção física com gaze e micropore/gaze toda vez que você se expuser a ventos, poeira ou ao dormir, tem de ser feita, e é muito, mas muito importante.

Algumas vezes, mesmo fazendo todo o tratamento correto, a paralisia não volta. São casos raros, mas podem ocorrer. O mais comum é a paralisia recuperar totalmente em dias a semanas. Um exame chamado de eletroneuromiografia pode ser feito para verificar o tamanho da lesão do nervo, na dependência do seu médico. Um exame de imagem nos casos em que a paralisia não voltar ou demorar para voltar, como uma ressonância magnética da cabeça, pode também ser feito, mas é seu médico quem vai decidir isso. E fisioterapia deve ser feito nos casos mais graves, que não obtiverem melhora, mas deve-se aguardar algumas semanas para iniciá-la. Tudo isso, o seu médico saberá lhe informar.

Mas doutor, eu observei que junto com a paralisia apareceram lesões como bolhas com crostas na minha orelha do mesmo lado da paralisia, e com dor. O que é isso? Opa, isso pode ser mais grave. Essas lesões podem ser manifestação de uma doença chama de Herpes Zoster (que os antigos chamavam de cobreiro), e que dá lesões em um só lado do corpo, geralmente no tronco ou na barriga, mas que pode ocorrer em um braço ou uma perna. Essa doença é uma reativação da catapora (é isso mesmo, quando você pega catapora, chamada de varicela tecnicamente, o vírus não morre totalmente nem vai embora, mas fica silencioso, dormindo nos seus nervos. Perda da imunidade, doenças crônicas, AIDS, envelhecimento, ou sem causa alguma, o vírus pode voltar como essas lesões que podem acometer a orelha, e neste caso, chamamos de Herpes Oticus), e seu tratamento difere um pouco pois, nestes casos, além de internação ser aconselhada, também deve ser feito o uso de medicações pela veia contra o vírus. Nestes casos, a ida ao médico é ainda mais urgente.

Não quero alarmar ninguém, mas quero fazer o paciente entender seu corpo e o que pode causar-lhe problemas, pois se o paciente souber ajudar o médico fornecendo-lhe as informações corretas e fazendo o tratamento indicado, mais cedo o paciente se recupera, e melhor ele vive.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Coloque suas perguntas aqui. Mas lembre-se, consultas somente no consultório. Perguntas relativas a sugestões de diagnóstico e tratamento não serão respondidas. Espero que entendam. Obrigado.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.